Gravidez

Para o controlo da gravidez, fazemos uma ecografia que nos dá muita informação e não apresenta efeitos negativos ou prejudiciais para a mãe e o feto.

O número de ecografias que se deve fazer durante a gravidez dependerá de cada caso particular e da existência de algum fator de risco, embora a SEGO (Sociedade Espanhola de Ginecologia e Obstetrícia) recomende que se façam, pelo menos, três exames ecográficos, um por cada trimestre de gravidez. Estes são normalmente feitos cerca das 12, 20 e 32-34 semanas de gestação.

Também realizamos diagnóstico prenatal utilizando várias técnicas e testes altamente especializados, fazendo um diagnóstico, o mais precocemente possível, das diversas doenças, malformações ou alterações genéticas que possam afetar o feto. Para isso dispomos de duas técnicas muito precisas, como a ecografia de alta resolução e o doppler, bem como das análises para deteção de problemas genéticos no líquido amniótico (amniocentese/fish) ou no sangue da mãe (testes pré-natais não invasivos).

ecografia 3D/4D, ou “ecografia emocional”

Ecografía 3D y 4D
Ecografía 3D y 4D
Ecografía 3D y 4D

A ecografia 3D/4D, ou “ecografia emocional”, é utilizada para se ver o feto em três dimensões e em tempo real, podendo-se observar os seus traços, gestos e movimentos. O momento ideal para fazer uma 3D é entre as 26 e 28 semanas de gestação (mais cedo, se a gravidez for gemelar), uma vez que esse é o momento em que há maiores possibilidades de se obter imagens de qualidade e bonitas.

Na Clínica el Sur Sevilla, além de poder observar as imagens em tempo real, o exame é gravado em DVD e entregado com as imagens obtidas do feto em papel. Ao mesmo tempo, aproveitamos o exame para avaliar o crescimento e bem-estar fetal nesse momento.

As imagens tridimensionais do feto podem também ser de grande utilidade em casos de malformação fetal, já que podem ajudar os pais a compreender e visualizar os defeitos existentes.